Salvaguarda: uma cultura de cuidados

SALVAGUARDA

Padrão internacional de segurança desenvolve horizontes em proteção infantil

 

Toda criança e adolescente devem ser colocados em segurança, ou seja, é preciso garantir a proteção e a segurança das crianças no ambiente escolar e estabelecer ações de prevenção de perigos por meio da aplicação de políticas internas, treinamentos contínuos e auditorias periódicas. Essa é a proposta das políticas de Salvaguarda, que, desde 2016, estão sendo implementadas na PlayPen. 

 

Desenvolver o conceito de Salvaguarda é estar em sintonia com a Proteção à Criança no seu sentido mais amplo e profundo. Trata-se de uma ação importante que serve de base para o adequado desenvolvimento das atividades acadêmicas, na medida em que se prioriza que a escola deve estar atenta à segurança e ao bem-estar dos alunos.

 

Muitas das novidades propostas já são praticadas pela escola, mas serão submetidas a uma uniformização com todas as escolas do grupo Cognita.

 

 

Cultura do cuidado

 

Nosso compromisso é a manutenção dos mais altos padrões de cuidado para com todas as crianças, assim como seu bem-estar e segurança.

 

A cultura do cuidado é exigente. Ela orienta as decisões e ações tomadas na gestão cotidiana de todas as escolas integrantes do Grupo Cognita, bem como inclui a segurança dos ambientes educacionais, o cuidado com nossos alunos e seu bem-estar emocional, o rigoroso controle de funcionários e políticas de procedimento e treinamento robustos na área de proteção de crianças. Essa cultura é respaldada pela estrutura de governança, reportando-se ao Conselho Cognita.

 

 

Nossa abordagem

 

Todos os funcionários do Grupo Cognita têm a responsabilidade de garantir o bem-estar dos nossos alunos em todos os momentos. Trata-se de um dever fundamental. Cada escola da Cognita tem um comitê de Salvaguarda, que atua de forma independente, com o objetivo de garantir a observação das normas. Temos procedimentos rigorosos de seleção de pessoal, com exigências como verificação de empregos anteriores, solicitação de referências e entrevistas focadas nas questões de Salvaguarda, que são realizados antes de qualquer contratação em uma escola Cognita.

 

Nós monitoramos e avaliamos regularmente as nossas escolas para garantir a segurança de nosso ambiente de ensino e aprendizagem. As políticas e governança de Salvaguarda da Cognita são baseadas em requisitos legais do Brasil e em boas práticas do Reino Unido. Essa abordagem aplica-se a todas as escolas do Grupo e, em todos os países, procuramos ir além da legislação vigente em proteção à criança e ao adolescente.

 

A Cognita espera que todo pessoal, voluntários e outros terceiros compartilhem da manutenção dos mais altos padrões de proteção e segurança infantil. Também colaboramos em iniciativas setoriais de segurança infantil, em parceria com órgãos de educação, governo e as organizações de proteção à criança em todo o mundo. Assim, a Gognita tem contribuído para o Grupo de Trabalho Internacional sobre Proteção à Criança, estabelecido pelo conselho de Escolas Internacionais, em 2014. A força-tarefa aplica recursos coletivos e conhecimentos especializados para abordar a Salvaguarda em todos os setores.

 

 

Orientações

 

Das várias orientações, a escola já começou a implementar as seguintes políticas, que podem ser lidas na íntegra ao solicitar acesso ao responsável de Salvaguarda da escola:

 

  • Política de Proteção à Criança

Em conformidade com a legislação, a escola se certifica de ter os recursos em vigor para assistir e promover o bem-estar dos alunos, proporcionando um ambiente seguro e saudável de aprendizagem, protegendo as crianças de possíveis situações de risco. A política é ampla e envolve diversas ações, como orientações à equipe para identificação, comunicação e tratamento de qualquer situação de risco ou abuso, prestação de primeiros socorros, prevenção de extremismos e radicalização, além da orientação com relação ao uso indevido de drogas e álcool e à segurança na internet.

 

 

  • Código de Conduta dos Funcionários

Adultos têm papéis cruciais a desempenhar na vida das crianças e jovens. O bem-estar deles é de suma importância: este Código de Conduta ajuda a estabelecer o ambiente mais seguro possível de aprendizagem e trabalho, que proteja as crianças e reduza o risco de adultos serem falsamente acusados de conduta imprópria ou não profissional. O propósito deste Código de Conduta é fornecer um quadro claro de normas e comportamentos apropriados que toda a equipe e voluntários devem seguir, além de alertar sobre condutas ilegais, inseguras e inadequadas. 

 

 

  • Política de Avaliação de Riscos

Nosso compromisso é oferecer um ambiente de trabalho seguro e saudável, que inspire e forneça suporte para as conquistas acadêmicas e educacionais.

Utilizamos as avaliações de risco para nos ajudar a examinar qualquer potencial risco de danos, e também para nos ajudar a identificar e pôr em prática medidas específicas para minimizar e gerenciar esses riscos - essas avaliações incluem visitas educacionais e a supervisão de alunos durante as atividades.

 

 

  • Política de Visitas Educacionais

O aprendizado fora da sala de aula e as visitas educacionais são parte integrante da vida escolar, promovendo a educação dos alunos e atendendo suas necessidades sociais e acadêmicas. A experiência de aprendizagem deve ser bem organizada e estimulante para todos. Os alunos devem ser bem preparados para a visita e, posteriormente, capazes de colocar a experiência vivida em prática. A saída deve ser planejada pelo Líder da Visita, que atribui a máxima importância à segurança e ao bem-estar das crianças.

 

     

  • Política de Proteção Contra Incêndio

Esta política descreve as disposições para gerenciamento efetivo de segurança contra incêndios, de forma a prevenir sua ocorrência e, em caso de incêndio, proteger as pessoas e a propriedade. Contamos com um Plano de Emergência robusto e efetivo para evacuação segura de todas as pessoas, sejam alunos, funcionários, visitantes, sejam usuários de serviços, que leva em conta pessoas com mobilidade prejudicada. Esse plano é testado periodicamente por meio de simulados de emergência.

 

 

  • Política de Lockdown – Bloqueio e confinamento

Funcionários, estudantes e visitantes nas escolas da Cognita Brasil têm o direito de aprender, trabalhar e estar presentes em um ambiente seguro e protegido. No entanto, a possibilidade de um grande incidente de violência é uma realidade que não pode ser negligenciada. Todos precisam saber como se proteger e como proteger os alunos no caso de incidente grave ou ameaça de violência escolar.

 

 

  • Procedimento de Controle de Acesso

Este procedimento visa estabelecer a sistemática para o controle de acesso de pessoas à escola, na entrada, durante a permanência, e na saída, bem como o monitoramento do fluxo de pessoas na instituição.

 

 

  • Procedimento de Controle de Presença dos Alunos 

Este procedimento visa estabelecer a sistemática para o controle de presença dos alunos na escola, para assegurar a segurança e proteção da criança.

 

 

  • Política de uso aceitável de TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação), celulares, sites e redes sociais

A finalidade dessa política é minimizar o risco de contatos inapropriados com alunos, proteger os funcionários e a escola de litígios e minimizar os riscos de danos aos sistemas de TIC.

 

 

  • Política de Segurança na Internet

Esta política trata de orientar todos os colaboradores para se envolverem com a segurança na internet, garantindo seu ensino, bem como servirem como modelo de uso responsável e seguro da tecnologia na PlayPen.

O acesso à internet da PlayPen está sujeito a filtros e controles que são atualizados regularmente.

 

 

  • Política de Mídias Sociais

A PlayPen entende que as oportunidades oferecidas pelas mídias sociais são de extrema valia. Nesse contexto, busca promover o uso positivo dessas ferramentas com fins educacionais e de comunicação dentro de sua comunidade. Esta política, nesse sentido, estabelece diretrizes para o uso das mídias sociais, ditando controles e boas práticas.

 

 

  • Política de Administração de Medicamentos

Esta política visa estabelecer a sistemática para o controle e administração de medicamentos, inclusive durante as visitas educacionais. A administração de medicamentos exige uma comunicação eficaz e regular entre pais e funcionários da escola. Uma ficha médica, com dados sobre a saúde de todos os alunos, é exigida a cada início de ano letivo e deve ser atualizada quando alguma situação do aluno se alterar. Esta política também define o procedimento para o armazenamento seguro e o monitoramento da validade das medicações.

 

 

  • Política de Recrutamento Seguro

Esta política define as nossas responsabilidades de Salvaguarda como uma equipe de organização de recrutamento para o trabalho com alunos, também fornecendo as melhores práticas nos procedimentos de contratação, que devem ser utilizados para o recrutamento e seleção de todo os funcionários, estagiários, voluntários e prestadores de serviços da Cognita no Brasil.

 

 

  • Política sobre o Princípio e Importância do Comportamento Positivo

Nosso objetivo é proporcionar um ambiente seguro e positivo para as crianças e jovens, onde eles poderão desenvolver um senso de pertencimento e se sentirem capazes de confiar nos adultos, falando abertamente sobre seus problemas. Além disso, desejamos prover os alunos com a consciência da nossa comunidade diversa, apreciando o valor existente na diferença.  

 

 

  • Política de Acessibilidade e Necessidades Especiais

Nosso objetivo é garantir que os alunos portadores de deficiência e/ou necessidade educativa especial tenham a vida escolar mais completa possível, e o nosso plano de acessibilidade e os ajustes razoáveis ajudam a cumprir esse objetivo.

 

 

  • Política sobre Uso Razoável da Força

O uso de força física geralmente não é necessário em nossas escolas. No entanto, caso isso seja necessário, o objetivo desta política é esclarecer o poder dos professores e de outros funcionários que têm controle legal ou que são responsáveis ??pelos alunos. Utilizaremos esta política para proteger todas as pessoas contra danos, para resguardar todos os alunos contra qualquer intervenção física desnecessária, inadequada, excessiva ou prejudicial e para assegurar que toda a nossa equipe saiba o que constitui o uso apropriado dessa responsabilidade.

 

 

  • Política de Álcool e outras Drogas

A Política de álcool e outras drogas tem como objetivo reconhecer e esclarecer o papel da escola no combate às drogas e na conscientização sobre seu uso, garantindo adequação de acordo com as necessidades de seus alunos. Esta política fornece informações referentes à educação sobre drogas, bem como procedimentos para responder a qualquer incidente relacionado a esse tema.

 

 

  • Política de reclamação e elogio

Nós tomamos grande cuidado com a qualidade do cuidado pastoral e ensino fornecidos a nossos alunos.  No entanto, caso os pais desejarem fazer uma reclamação, eles podem esperar a aplicação do procedimento a seguir:

 

Estágio 1 – Resolução Informal. Espera-se que a maioria das reclamações/elogios seja resolvida de maneira rápida e informal. Para isso, os pais/responsáveis devem entrar em contato com o coordenador do segmento da criança na primeira instância.

Estágio 2 – Resolução Formal. Se não foi possível resolver a reclamação de maneira informal, então os pais devem fazer a reclamação por escrito, utilizando um formulário específico, ao Comitê de Análise de Reclamações da escola. Esse comitê decidirá, após considerar a reclamação, a estratégia apropriada a ser tomada, incluindo a pessoa a tomar a liderança em qualquer investigação.

Estágio 3 – Célula de reclamações da Cognita. Se ainda assim os pais não estiverem satisfeitos com a resposta ou processo realizado no Estágio 2, o assunto será encaminhado à Célula de Reclamações da Cognita. As sugestões e recomendações da célula de reclamação da Cognita serão enviadas por escrito ao reclamante. A decisão da célula de reclamação da Cognita é final.

 

Os elogios serão respondidos individualmente e registrados internamente.

Contato:

Carlos Freitas – DSL (Líder Designado de Salvaguarda) da PlayPen Bilingual Education

11 3812.9122 / carlos.freitas@playpen.com.br