PlayPen | Ecj amplia ensino bilíngue visando crescer em 2022

Saber se comunicar em inglês é fundamental atualmente. Seja para conseguir melhores oportunidades no mercado de trabalho ou para quem deseja estudar em outro país, dominar a língua inglesa é imprescindível. Neste cenário, as escolas bilíngues assumem um lugar de destaque na preparação de crianças e jovens para uma experiência internacional. Pioneira no Brasil, a PlayPen | ECJ, escola que é mais do que referência em ensino bilíngue da Educação Infantil ao Ensino Médio, se consagrou como uma escola global, ou seja, com currículo brasileiro, integrado ao internacional, sendo uma das instituições de ensino mais inovativas da capital paulista. Fundada em 1981, a escola foca no atendimento individualizado, o que a tornou referência no ensino da Educação Infantil ao Fundamental e, recentemente, no Ensino Médio.

Em 2012, a escola foi comprada pelo grupo Cognita Schools Group, que tem sede no Reino Unido e lidera mundialmente o segmento de educação privada com mais de 85 escolas na Ásia, Europa, Reino Unido, Oriente Médio e América Latina. A operação permitiu a escola receber investimentos significativos nas frentes pedagógicas, tecnológicas, de infraestrutura e formação das equipes em programas de intercâmbio, elevando, dessa forma, a excelência no ensino e mantendo a PlayPen | ECJ na vanguarda da educação bilingue no país. Com um amplo investimento em diferentes áreas, a PlayPen | ECJ projeta crescimento pedagógico em 2022 e manter o estilo de escola boutique que trata cada aluno(a) com olhar individualizado e ensino exclusivo.

Além dos investimentos, a adoção de avaliações internacionais, como o de Cambridge e SAT, juntamente com a avaliação de alfabetização aplicada nas escolas da Grã-Bretanha, possibilitaram à PlayPen | ECJ avançar de forma ágil no ensino do idioma. Para se ter uma ideia, o nível de leitura em inglês dos alunos a partir do 5° ano atingi uma média de 10 anos e meio de idade, já na matéria de matemática em inglês, a partir do 2° ano, os estudantes têm uma média de 7 anos e meio de idade, em concordância com as expectativas dos padrões da Grã-Bretanha.

A ampla experiência na área do bilinguismo fez com que a PlayPen | ECJ trabalhasse seu projeto de ensino com currículos nacional e internacional integrados, contando, assim, com avaliações periódicas em português e inglês, como se os alunos fossem nativos em ambos os idiomas. Por isso, os estudantes contam com aulas ministradas tanto na língua portuguesa, quanto em inglês. Recentemente, a PlayPen | ECJ inaugurou seu programa de Ensino Médio, já com o novo modelo de estrutura de ensino definido pelo MEC, trazendo os itinerários formativos, que são o conjunto de disciplinas, projetos, oficinas, núcleos de estudo, entre outras situações de trabalho, que os estudantes poderão escolher, possibilitando aos alunos concluírem as quatro primeiras etapas básicas de educação na rede.

Para Sean Quinn, Diretor Geral da escola, o modelo integrado de currículo, bem como a oferta de conclusão do Ensino Médio na instituição, são diferenciais competitivos importantes tanto para a escola quanto para os estudantes. “Na PlayPen | ECJ, ao deixarem nosso centro de estudos, os alunos podem se candidatar a vagas em universidades no Brasil, por meio do Enem, ou no exterior em igual nível de competitividade que outros estudantes nacionais ou internacionais, nesse caso, por meio de exames como o SAT (Scholastic Assessment Test), ACT (American College Testing), entre outros”, avalia.

A extensão do ensino bilíngue ao Ensino Médio é uma decisão estratégica da escola e está em sintonia com as necessidades do mercado. De acordo com dados da Associação Brasileira de Ensino Bilíngue, somente entre 2014 e 2019, o setor privado teve um crescimento estimado entre 6% e 10%. “A nossa tradição no ensino bilíngue, juntamente como o modelo de trabalho de um currículo personalizado, nos permitiu crescer pedagógicamente nos últimos anos, mas nosso foco é, principalmente, no oferecimento de segurança e de um ensino com qualidade na entrega para os alunos”, explica Sean.

Neste sentido, o executivo ressalta que a PlayPen | ECJ busca se consolidar como a principal escola boutique global do Brasil. “Nosso pioneirismo nos permitiu desenvolver e aprimorar nosso modelo de trabalho. A forma como entregamos conteúdo em inglês é mais conceitual, baseada em projetos, experiências e buscando, sempre, estimular o pensamento crítico dos nossos alunos”, pontua. “Não sabemos quais profissões eles desempenharão no futuro, então, os ensinamos a pensar, refletir, planejar, ter resiliência e adaptabilidade”, conclui.

Clique aqui para ler a matéria no site do Giro Morumbi.